AVISO

Imagem do Dia


Remanescente de supernova G292.0+1.8

Ditos

"Nunca vemos o que já foi feito; vemos apenas o que está por fazer."
- Marie Curie


Planetas em toda a parte!

2012-01-24

Créditos:ESO/M. Kornmesser
Ao longo dos últimos 16 anos, os astrónomos encontraram mais de 700 planetas fora do nosso Sistema Solar. Chamamos a estes mundos distantes de “planetas extra-solares”.

Os astrónomos possuem diferentes formas de pesquisar planetas extra-solares. Podem por exemplo, observar como o brilho de uma estrela diminui quando um planeta passa à sua frente. Ou como a estrela oscila devido à forte atracção causada pela gravidade de um planeta. Saiba mais aqui.

No entanto, estes dois métodos apenas se aplicam na detecção de planetas maiores que o planeta Júpiter, ou quando os planetas estão perto das suas estrelas tal como Mercúrio orbita perto do nosso Sol. Mas em relação aos restantes?

Ao longo dos últimos seis anos, astrónomos têm utilizado telescópios no Chile, Austrália e África do Sul para procurar planetas extra-solares usando um método totalmente diferente. Este novo método pode detectar, quer planetas de grandes e pequenas dimensões, quer os que orbitam longe das suas estrelas.

Neste novo método, os astrónomos usam as estrelas como lupas! Parece estranho, mas a gravidade de uma estrela que passe em frente a outra, é suficientemente forte para provocar uma curvatura do feixe de luz da estrela mais distante. Devido a este efeito, quando vemos uma estrela distante da Terra parece-nos que foi ampliada. Os astrónomos podem saber se a estrela que está a funcionar como uma lupa está a ser orbitada por um planeta, pois neste caso o poder de ampliação é ainda maior!

Então o que revelam estas lupas no espaço? Bom, parece que a existência de planetas é muito mais comum do que alguém tinha pensado. Segundo o astrónomo Arnaud Cassan. “Estranhamente estes dados mostram-nos, que os planetas são mais comuns do que estrelas na nossa galáxia”.

Pense nisso quando numa noite, ao olhar para cima, vir um céu repleto de estrelas!

Facto curioso: Einstein foi o primeiro a conceber a ideia de “lupas cósmicas” em 1915, mas foram precisos 90 anos para os astrónomos usarem esta ferramenta na procura de planetas extra-solares!

Link para a noticia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1203/