AVISO

Imagem do Dia


Objecto de Hoag

Ditos

"A ciência sem a religião é coxa; a religião sem a ciência é cega."
- Albert Einstein


Telenovela celeste: Ursa em apuros

2016-01-28
29.Jan.- 4.Fev.2016 (Portugal)

Apesar do que segue, confirma-se, estás no Portal da Astronomia do NUCLIO.

Sinopse:
A menina Anabela trabalha numa empresa de telemarketing. Durante o intervalo, acompanhada por umas amigas do trabalho, combate as longas horas sentada com uma ida ao ginásio. O Sr. Zé, dono da empresa e mulherengo incurável, engraçou com a menina Anabela e disfarçado segue-a ao ginásio. Lá, com o seu charme largamente treinado seduz a rapariga e, como se veio mostrar, engravida-a. Quando a mulher ciumenta do Sr. Zé, a dona Xica, veio saber da infidelidade do marido, fica enraivecida. Arma uma emboscada a rapariga e dá-lhe uma sova tal, que a menina ficou irreconhecível para o resto da vida. Mas não chega isso, não. Sendo sócia da empresa do marido, por cima ainda, despromove a jovem e obriga-a trabalhar dia e noite, sem descanso, na limpeza das sanitas, para toda gente ver a desgraçada.


Repugnante, mesmo à moda das telenovelas, não é? Basta retroceder dois milénios, mudar os locais para algo bem mais rural e pelo céu estrelado e a história é a mesma. Quem se viu castigada de maneira tão cruel e transfigurada é a Ursa Maior, que antes era uma inocente ninfa dos bosques nas paisagens verdes e solarengas da Grécia.

A Ursa Maior é das constelações mais conhecidas na nossa cultura. Fácil de reconhecer e difícil de esquecer é visível todas as noites, todo o ano, todos os anos (até o ano 3400). Até seria visível de dia se não fosse o Sol tão brilhante. Coitada da Ursa, nas nossas latitudes, nunca pode ir repousar por baixo do horizonte.



A Ursa Maior (direita) como se ergue atualmente sobre o horizonte norte por volta das 21 horas.


Ao anoitecer, olhando para norte, a Ursa Maior está no seu ponto mais baixo. As estrelas da sua cauda (a pega do tacho, como em Portugal é vista também) erguem-se sobre o horizonte. As patas da Ursa, embora não façam parte do asterismo mais conhecido, estendem-se na direção do Leão a leste (direita) como sinal de defesa ou pedido de socorro. Tirem-me daqui!

Conhecendo algumas histórias que há escritas no céu, como a da Ursa Maior, pode provocar indignação. Por outro lado pode criar laços emocionais, compaixão, com as figuras celestes. Enfim, o céu é para todos ver e sentir como mais der jeito. Esta aqui é uma variante.

Claro, isto, de científico nada tem. Para isso há, entre outras, as crónicas das semanas passadas.




Pergunta do mês
Porquê o dia da maior aproximação ao Sol, 2 de janeiro, não corresponde ao dia mais curto, ou seja com menos sol sobre o horizonte, que era no dia 22 de dezembro, onze dias antes?


Envie a sua resposta, mesmo se tentativa, para jan2016@astronomia.pt. Entre todas as respostas razoavelmente corretas é sorteado um conjunto de postais com imagens de objetos do céu profundo. (data limite 1.Fev.2016 Todas as nossas decisões são finais).