AVISO

Imagem do Dia


NGC 6960 - Nebulosa do Véu (parte Oeste)

Ditos

"A melhor medida da honestidade de um homem não está na sua declaração de rendimentos. Está no ajuste do zero da sua balança."
- Arthur C. Clarke


A coleção de gemas cósmicas de Charles Messier

2015-01-11

Créditos: ESO
O Universo é tudo o que podemos tocar, sentir, percecionar, medir ou detetar. Contém milhares de milhões de objetos espetaculares incluindo planetas, nuvens de poeira, galáxias e enxames de estrelas como o desta imagem.

Para nossa sorte, esta gema cósmica, junto com muitas outras, é visível no nosso céu noturno apenas com um pequeno telescópio. É difícil de acreditar que no ano de 1700 um astrónomo tenha pensado que se tratava de algo a evitar!

O sonho da vida de Charles Messier era tornar-se famoso. E para consegui-lo, necessitava de descobrir um cometa. (Naquela época descobrir um cometa era o modo mais fácil de impressionar outros astrónomos).

Infelizmente, quando Charles Messier olhava através do seu telescópio encontrava frequentemente objetos desfocados no céu noturno que já eram conhecidos (e que não eram cometas). Assim decidiu dar a si próprio algum tempo e cada vez que encontrava um objeto que não se movia no céu (como fazem os cometas) tomava notas.

Quando terminou, Messier tinha criado acidentalmente un catálogo de 110 belezas astronómicas, incluindo nebulosas gasosas, enxames de estrelas e enormes galáxias.

O engraçado é que apesar de ter descoberto 13 cometas durante a sua vida, Charles Messier tornou-se famoso por este catálogo!

Esta espetacular  imagem é do enxame de estrelas chamado Messier 47. O enxame contém uma imensidão de jovens estrelas azuis brilhantes com algumas chamativas estrelas gigantes vermelhas.

Facto Curioso: Se quer saber mais sobre os fantásticos objetos do catálogo Messier, pode jogar o jogo de Bingo Messier em lcogt.net/messierbingo/

Este Space Scoop é baseado nos relatórios de imprensa do: NAOJ

Link para a noticia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1454