AVISO

Imagem do Dia


NGC 6960 - Nebulosa do Véu (parte Oeste)

Ditos

"Vês, mas não observas."
- Sir Arthur Conan Doyle


Um Novo Olhar Sobre um Jovem Enxame de Estrelas

2014-06-09

ESO/G. Beccari
A galáxia onde vivemos , a Via Láctea, é um conjunto de milhares de milhões de abrasadoras estrelas, planetas e gás cósmico.

Se tem a sorte de poder viver num local com um céu escuro, sem a poluição luminosa das vilas e cidades pode já ter visto a Via Láctea, um arco a erguer-se majestosamente no céu noturno.

Do local onde nos encontramos na Terra a Via Láctea parece-se com um arco esbatido de suave luz amarela. Estas concentrações de luz amarela são na realidade milhares de estrelas que os nossos olhos não conseguem distinguir individualmente - mas os nossos telescópios podem!

Esta imagem mostra-nos uma parte da nossa galáxia que contém um enxame de centenas de jovens estrelas muito próximas entre si. Ao estudar este enxame e os seus primos de outros lugares da Via Láctea, os astrónomos podem aprender mais sobre a nossa galáxia e de como se formam as estrelas.

Atualmente sabemos que a Via Láctea tem uma espiral. É formada por quatro grandes e encurvados braços de gás poeiras e estrelas. Este enxame de estrelas encontra-se no braço Carina-Sagitário, que deve o seu nome às duas constelações em que o encontramos (a constelação Carina e Sagitário).

Facto Curioso: Durante uma noite límpida devíamos ser capazes de ver cerca de 2500 estrelas a olho nu. Infelizmente a poluição luminosa que resulta da iluminação das ruas, carros, lojas e casas deixa-nos apenas cerca de uma dúzia de estrelas visíveis. Faça uma visita ao http://www.darksky.org e descubra como pode ajudar a salvar a nossa visão das estrelas!

Este Space Scoop é baseado nos relatórios de imprensa do: ESO

Link para a noticia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1420