AVISO

Imagem do Dia


NGC 7331

Ditos

"Deveríamos ter cuidado para não fazermos do intelecto o nosso deus; ele tem certamente músculos poderosos, mas não tem personalidade."
- Albert Einstein


Como parecer jovem quando não se é

2013-01-04

Créditos: ESO, F. Ferraro (University of Bologna)
Algumas pessoas estão em grande forma aos 90 anos, enquanto outras estão fragilizadas com 50. A idade das pessoas tem a ver não só com quantos anos estão vivas, mas também com a forma como vivem. Fumar, beber álcool e comer comida de má qualidade podem fazer com que pareçam mais velhas e vivam menos tempo. Acontece que o mesmo é verdadeiro para aglomerados de estrelas! Aglomerados globulares, como nesta fotografia, são grupos de estrelas firmemente empacotados juntos por gravidade. Formam-se muito rapidamente, pelo que todas as estrelas se formaram na mesma época. As estrelas nesta foto são algumas das mais antigas em todo o universo. Formaram-se há quase 13 milhares de milhões de anos atrás, e o próprio universo tem apenas 13,7 milhares de milhões de anos! Agora os astrónomos depararam-se com algo muito estranho escondido no fundo dos corações destas velhas cidades gigantes de estrelas: estrelas jovens!

Mas acontece que estas jovens misteriosas são na realidade também estrelas velhas. Só tiveram a sorte de serem injetadas com uma segunda juventude. Quando duas estrelas antigas colidem ou se fundem, os materiais são transferidos. Uma estrela ganha combustível extra da outra. Isto aumenta a estrela, tornando-a mais pesada e estrelas mais pesadas caem para dentro do centro do aglomerado. O novo combustível também permite que essas estrelas brilhem mais intensamente, dando-lhes uma aparência dissimuladamente jovem. Mistério resolvido!

Facto Curioso: Os aglomerados globulares são usados para aferir a nossa galáxia. No início da sua formação, haveria provavelmente milhares de aglomerados globulares deslocando-se à sua volta. Hoje, restam apenas cerca de 150! Assim, é uma sorte que algumas dessas estrelas receberam um novo sopro de vida.

Este Space Scoop é baseado nos relatórios de imprensa da ESO : http://www.eso.org/public/portugal/news/eso1252/

Link para a noticia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1267/