AVISO

Imagem do Dia


NGC 6960 - Nebulosa do Véu (parte Oeste)

Ditos

"Não se pode comprovar uma teoria, apenas se pode demonstrar que está errada. Uma teoria passa a científica expondo-se a si própria à possibilidade de ser refutada. "
- Karl Popper


Os monstros espaciais mais assustadores vivem nas grandes galáxias!

2012-01-31

Créditos: CFHT/IAP/Terapix/CNRS/ESO
Existem monstros à espreita no espaço… a que chamamos de Buracos Negros! Qualquer objecto que se aproxime de um buraco negro é sugado com tamanha força que não existe hipótese de escapar. O monstro irá devorá-lo!

Até a luz, a coisa mais rápida do universo está condenada ao aproximar-se destes monstros. É por isso que os Buracos Negros são negros. No entanto eles não são verdadeiramente buracos e não estão vazios. Na realidade encontram-se cheios de material fortemente compactado numa região extremamente pequena.

Os astrónomos sabem que alguns Buracos Negros são gigantes e vivem no centro da maioria das galáxias, incluindo a nossa galáxia, a Via Láctea! Estes monstros gigantes são chamados de “Buracos Negros Super Massivos”. Nada de pânico; a Terra e o Sistema solar estão suficientemente longe não existindo qualquer perigo.

Alguns dos Buracos Negros Super Massivos não têm na vizinhança material para se alimentarem enquanto outros têm um verdadeiro “buffet” cósmico. Os Buracos Negros Super Massivos que actualmente se estão a alimentar são fáceis de encontrar no Universo pois o material espacial brilha intensamente antes de desaparecer “na boca do monstro”. Algumas galáxias que contêm este tipo de Buracos Negros Super Massivos estão marcadas com cruzes vermelhas na foto em cima. Os astrónomos esperavam encontrar a maioria dos monstros que actualmente se estão a alimentar no centro de galáxias de tamanho médio. No entanto observações recentes mostraram que se encontram maioritariamente no centro de galáxias 20 vezes maiores do que o esperado. Esta descoberta surpreendente significa que os astrónomos talvez tenham de voltar a fazer os seus cálculos e perceber porque as suas previsões estavam erradas. Por vezes, até os astrónomos não obtêm a resposta certa à primeira!

Facto curioso: Para fazer um pequeno Buraco Negro teria de comprimir algo com a mesma massa que a Terra numa esfera de alguns milímetros!

Link para a noticia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1116/