AVISO

Imagem do Dia


Nebulosa de Eta Carina

Ditos

"Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento. "
- Albert Einstein


A biologia da Astronomia

2007-01-19
Era uma vez uma competição para o Melhor Blog de Ciência de 2006, e eu perdi. Foi uma corrida gloriosa, extremamente renhida. Mas no fim, o PZ Myers do Pharyngula venceu por pouco mais de 1% dos votos.

Eu prometi que, se perdesse, faria duas coisas. Um seria elogiar o PZ no The Amaz!ng Meeting. Isso acontecerá este Sábado, quando der a minha palestra. Tenho montes de tempo para tomar antiácidos antes disso.

A segunda seria escrever um post a elogiar a biologia. Eu sou um homem de palavra (mesmo que demore algumas semanas), e então aqui vai. Portanto, poderia falar acerca de biologia pura, mas a sério, isso seria incrivelmente aborrecido e inútil. A única maneira de tornar isto interessante seria misturar alguma astronomia...que tal Astrobiologia?

[Okay, agora vou parar de ser sarcástico.]

A Astrobiologia já foi uma disciplina sem quaisquer dados – como é que se estuda vida extraterrestre sem, tipo, extraterrestres?

Na realidade, existe muito para aprender. Tanto quanto sabemos, a vida precisa de ar, calor até certo grau, um planeta, uma estrela para lhe dar energia (ou talvez energia de fontes internas como por exemplo o decaimento radioactivo, calor restante da sua formação, ou energia de forças de marés de luas grandes próximas), química complexa, e muito mais. Tudo isto está dentro no nosso alcance para ser estudado, e em muitos destes campos existe uma boa parte em relação à qual podemos ter algum grau de certeza. Este é portanto um campo de estudo realista.

Mas existe tanto para saber! Como andar a par?

Consigo lembrar-me de duas maneiras. Uma é a Astrobiology Magazine. Este site gerido pela NASA tem toneladas de informação acerca de todas as ciências envolvidas na Astrobiologia, inclusive aquelas que eu mencionei acima, e muitas mais. É actualizado diariamente e também tem uma feed de RSS (se não souber o que é uma feed RSS, então leia primeiro isto. Eu uso no Bablog, e também uso para ler blogs a toda a hora).

Contudo, talvez não queira mergulhar já de cabeça; se calhar prefere primeiro um aquecimento, algo para introduzir os básicos. Felizmente, a editora Mary Ann Liebert publicou online uma versão grátis em PDF do The Astrobiology Primer. Esta é uma colecção fantástica do que a Astrobiologia é, e onde se baseia. Como dizem na página 1:

O Astrobiology Primer foi criado como uma ferramenta de referência para os interssados no campo interdisciplinar da Astrobiologia. Este campo inclui muitas tentativas de pesquisas variadas, mas esperamos que este pequeno volume apresente ao leitor com tudo o que ele ou ela precisa de saber para se envolver e compreender, pelo menos a um nível fundamental, o estado actual das coisas.

Quando tiver uma hora ou duas, vou-me sentar e ler este trabalho maravilhoso, ao calor da luz da nossa estrela mais próxima. Infelizmente, Mike Griffin, o administrado actual da NASA, deixou bastante claro que não acha que a Astrobiologia seja assim tão importante (existe cortes devastadores nos próximos dois anos para esta disciplina). Porém, ele também disse o seguinte, “Eu não achei que a Astrobiologia fosse menos importante que as ciências espaciais tradicionas. Tinha menos conteúdos intrínsecos e estava menos avançada. Se a comunidade protestar e disser que esta deve ser financiada, então voltaremos a pensar no assunto.”.

Eu estou a protestar. A Astrobiologia é um campo incrível com mais ou o mesmo para oferecer que muitas outras áreas de investigação em que a NASA está a trabalhar, e na minha opinião é fundamental para o nosso esforço para voltar à Lua, e finalmente, ir a Marte.

Afinal de contas, quando chegarmos a esses mundos, os extraterrestres seremos nós.