Imagem do Dia: M7 (NGC6475) - enxame aberto em Escorpião

2017-09-20

Crédito: N.A.Sharp, REU program/AURA/NOAO/NSF.
Telescópio: Burrell Schmidt - Warner and Swasey Observatory of the Case Western Reserve University.
M7 é um enxame aberto situado na constelação do Escorpião, mencionado, pela primeira vez, por Ptolomeu há mais de 2000 anos atrás. Charles Messier incluiu-o no seu catálogo em 1764. M7 consiste em cerca de uma centena de estrelas agrupadas, visíveis contra o fundo brilhante de estrelas da nossa Galáxia. Com uma idade estimada em 220 milhões de anos, M7 está a cerca de 800 anos-luz de distância e possui um diâmetro de 20 anos-luz. Pensa-se que cerca de 100% das estrelas de M7 pertencem a sistemas binários. Embora a maior parte das estrelas que se conhece pertença a sistemas binários, esta é uma percentagem anormalmente elevada.
 

Outras Imagens do Dia:
2019-09-19 - Enxame NGC 7380
2019-09-18 - M 87 - Um jacto extragaláctico
2019-09-17 - Marte visto pela Viking 2
2019-09-16 - A nebulosa Insecto (NGC 6302)
2019-09-15 - Galáxia de Andrómeda
2019-09-14 - Enxame aberto M34 (NGC 1039)
2019-09-13 - Nebulosa da Lagoa (M 8) e da Trífida (M 20)
2019-09-12 - Anéis de Saturno vistos pela Cassini
2019-09-11 - Cassini
2019-09-10 - Nebulosa "América do Norte" (NGC 7000)


Mais Imagens...