Imagem do Dia: Estrela variável Eta Carinae (raios-X)

2017-02-28

Crédito: NASA/CXC/SAO.
Telescópio: Chandra X-Ray Observatory.
Instrumento: Advanced CCD Imaging Spectrometer (ACIS).
Esta imagem em raios-X de Eta Carinae, η Car, mostra três estruturas distintas, que representam ondas de choque produzidas pela matéria que se afasta a velocidades supersónicas: um anel exterior em forma de ferradura, com cerca de 2 anos-luz de diâmetro e uma temperatura de 3 milhões de graus; uma núcleo azul quente, com cerca de 3 meses-luz; e uma fonte central com menos de um mês-luz de diâmetro, a uma temperatura de 60 milhões de graus, e que contém a superestrela. A região central parece estar associada a um disco central de gás de alta velocidade que se expande perpendicular aos lóbulos de gás observados no óptico. A cerca de 8000 anos-luz, na constelação da Quilha, η Car é a estrela mais luminosa que se conhece na nossa Galáxia, mas também a mais misteriosa. Muitos defendem que no seu coração se encontra uma estrela de massa muito elevada, talvez com mais de 100 vezes a massa do Sol, perto do limite teórico para uma estrela. Antes de terminar a sua vida com uma explosão de supernova, instabilidades violentas provocam erupções na estrela e as camadas mais exteriores são expelidas. Recentemente, a descoberta de um ciclo de 5,5 anos na radiação X e nos ultravioletas levou à proposta de que se trata de um sistema binário, em que a forte radiação X se deve à colisão dos ventos estelares densos emanados por duas estrelas em interacção próxima.
 

Outras Imagens do Dia:
2019-07-19 - A Via Láctea no Infravermelho
2019-07-18 - Astrónomos na Noite
2019-07-17 - Nebulosas do "Coração" e da "Alma"
2019-07-16 - Enxame de estrelas RCW38
2019-07-15 - Nebulosa da Tarântula
2019-07-14 - Nebulosa de emissão NGC 6820
2019-07-13 - Nebulosa planetária Henize 3-1475
2019-07-12 - Vida em Marte?
2019-07-11 - Titã em Infravermelho
2019-07-10 - Vénus, Júpiter e Spica


Mais Imagens...