Imagem do Dia: Remanescente de supernova N63A

2015-08-27

Crédito: Raios-X: NASA/CXC/Rutgers/J.Warren; Óptico: NASA/STScI/U. Ill/Y.Chu; Rádio: ATCA/U. Ill/J.Dickel.
Imagem obtida pelo satélite Chandra da nuvem gerada pela destruição de uma estrela maciça. A emissão de raios-X detectada pelo Chandra (a azul), combinada com dados da região do óptico (a verde) e do rádio (a vermelho), revela novos detalhes no remanescente de supernova N63A, localizado na nossa galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães. O brilho em raios-X deve-se a material aquecido até cerca de 10 milhões de graus devido à onda de choque gerada pela explosão da supernova. Estima-se que esta deverá ter ocorrido entre 2000 e 5000 anos atrás. Uma supernova é uma explosão cataclísmica que ocorre quando uma estrela de elevada massa morre, colapsando sobre si própria.
 

Outras Imagens do Dia:
2019-07-19 - A Via Láctea no Infravermelho
2019-07-18 - Astrónomos na Noite
2019-07-17 - Nebulosas do "Coração" e da "Alma"
2019-07-16 - Enxame de estrelas RCW38
2019-07-15 - Nebulosa da Tarântula
2019-07-14 - Nebulosa de emissão NGC 6820
2019-07-13 - Nebulosa planetária Henize 3-1475
2019-07-12 - Vida em Marte?
2019-07-11 - Titã em Infravermelho
2019-07-10 - Vénus, Júpiter e Spica


Mais Imagens...