Imagem do Dia: Duplo enxame globular NGC 1850

2003-02-19

Crédito: European Southern Observatory (ESO).
Telescópio: Very Large Telescope - Antu (Paranal Observatory, ESO).
Instrumento: FOcal Reducer/low dispersion Spectrograph 1 (FORS1).
NGC 1850 é um duplo enxame de estrelas na Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia satélite da Via Láctea a 168 000 anos-luz. Este aglomerado de estrelas é representativo de uma classe de objectos que não tem contrapartida na nossa Galáxia. A peculiariedade de NGC 1850 reside em ter uma natureza dupla: é composta por um enxame globular principal, com cerca de 40 milhões de anos, e um segundo aglomerado, também globular, menor, com apenas 4 milhões de anos e que é essencialmente composto por estrelas extremamente quentes. Estima-se que cerca de 1000 estrelas no aglomerado principal tenham explodido como supernovas nos últimos 20 milhões de anos. Uma teoria propõe que a formação do enxame mais jovem terá sido provocada pelo efeito das supernovas nas nuvens de gás residual à volta do enxame principal. Na imagem, o hidrogénio brilha a vermelho, mostrando que ainda resta muito gás na região. Embora parte deste possa ainda pertencer à nuvem mãe, donde nasceram os dois enxames, a estrutura do gás, com a presença de filamentos, favorece a teoria das supernovas.
 

Outras Imagens do Dia:
2019-12-10 - RCW38 em infravermelho
2019-12-09 - Dois discos em torno de Beta Pictoris
2019-12-08 - Galáxia espiral NGC 4945
2019-12-07 - Sojourner na superfície de Marte
2019-12-06 - O Telescópio Espacial Hubble
2019-12-05 - Enxame de galáxias Fornax em raios-X
2019-12-04 - Aurora em Saturno
2019-12-03 - Nebulosa planetária Henize 3-1475
2019-12-02 - M 8 - Nebulosa da Lagoa
2019-12-01 - Úrano e alguns dos seus satélites


Mais Imagens...