Imagem do Dia: NGC 2261 - Nebulosa Variável de Hubble

2010-01-04

Crédito: NASA & The Hubble Heritage Team (STScI/AURA).
Telescópio: Hubble Space Telescope (NASA/ESA).
Instrumento: Wide Field and Planetary Camera 2 (WFPC 2).
A Nebulosa Variável de Hubble (NGC 2261) é assim chamada em homenagem a Edwin Hubble, que a estudou no início do século XX. Trata-se de uma nebulosa de reflexão, ou seja, cujo brilho se deve ao facto da poeira reflectir a luz de uma ou mais estrelas nela embebidas. Esta nebulosa é iluminada por uma estrela muito jovem, R Monocerotis (R Mon), que se encontra no canto inferior da imagem. R Mon não é observável directamente, mas somente através da luz dispersada pelos grãos de poeira da nebulosa. Já Edwin Hubble tinha reparado que esta nebulosa se alterava em apenas algumas semanas. A melhor explicação para a variabilidade da Nebulosa Variável de Hubble consiste em admitir que nódulos muito densos de poeira, e por isso opacos, passam perto de R Mon, provocando sombras que se deslocam sobre a poeira do resto da nebulosa. Esta nebulosa encontra-se na direcção do Unicórnio a cerca de 2500 anos-luz e estende-se por 1 ano-luz.

 

Outras Imagens do Dia:
2019-12-13 - Colisão galáctica - NGC 2207 e IC 2163
2019-12-12 - NGC 7023 - Nebulosa da Íris
2019-12-11 - NGC 6960 - Nebulosa do Véu
2019-12-10 - RCW38 em infravermelho
2019-12-09 - Dois discos em torno de Beta Pictoris
2019-12-08 - Galáxia espiral NGC 4945
2019-12-07 - Sojourner na superfície de Marte
2019-12-06 - O Telescópio Espacial Hubble
2019-12-05 - Enxame de galáxias Fornax em raios-X
2019-12-04 - Aurora em Saturno


Mais Imagens...