Imagem do Dia: NOAA 10306

2008-03-07

Crédito: Grupo de Trabalho Sol - União de Astronomia e Astrofísica
Dezembro de 1610: "Apontei o telescópio para o Sol; este parece ter muitas irregularidades e rugosidades, mesmo em torno do limbo. Enquanto olhava atentamente apareceu-me inesperadamente uma mancha relativamente grande em relação ao tamanho do corpo do Sol. (...) chamei o meu pai (..) Ambos começámos a captar a luz do sol com o telescópio, partindo do limbo avançamos cada vez mais para o centro, até os nossos olhos se terem habituado ao brilho e nos permitirem ver todo o disco solar. E ali observámos o objecto com mais nitidez e certeza. (...)"
Este é um extracto do relato da descoberta das manchas solares como um fenómeno real. Johannes Fabrizius relatou esta observação meio ano mais tarde, em 13 de Junho de 1611, no seu manuscrito "Narratio de maculis in sole observatis et apparente earum cum sole conversione". Qualquer simples telescópio devidamente protegido com filtros adequados mostra-nos um disco solar extremamente dinâmico. Não só podemos ver as manchas solares e outros fenómenos, como também podemos presenciar, às vezes em poucas horas, alterações nessas mesmas manchas.
A imagem, ilustra a alteração global de uma mancha solar com uma área quase duas vezes maior que o nosso planeta ao longo de várias horas e dias. Existem outras alterações mais rápidas a uma escala ainda mais pequena, mas no caso do estudo realizado com a imagem do dia, apenas foram consideradas as transformações de grande porte.
 

Outras Imagens do Dia:
2019-10-20 - Galáxia elíptica M 49
2019-10-19 - Rochas marcianas
2019-10-18 - SN 1006
2019-10-17 - Enxame aberto M 18 (NGC 6613)
2019-10-16 - Sírius - A estrela mais brilhante do céu nocturno
2019-10-15 - Os Anéis de Saturno
2019-10-14 - Nebulosa planetária NGC 3242
2019-10-13 - Gassendi
2019-10-12 - Enxames abertos M 35 e NGC 2158
2019-10-11 - As camadas da atmosfera de Titã


Mais Imagens...