Imagem do Dia: Lente gravitacional

2020-03-14

Crédito: W.N. Colley, E. Turner (Princeton University), J.A. Tyson (Bell Labs, Lucent Technologies) & NASA.
Telescópio: Hubble Space Telescope (NASA/ESA).
Instrumento: Wide Field Planetary Camera 2 (WFPC2).
Esta imagem obtida pelo Telescópio Espacial Hubble mostra vários objectos azulados dispostos em torno de um enxame de galáxias espirais e elípticas. Trata-se, de facto, da reprodução da imagem de uma só galáxia que se encontra por detrás do enxame e cuja luz sofreu o efeito de lente gravitacional. Este efeito é produzido pelo enorme campo gravitacional exercido pelo enxame central, que faz com que a luz da galáxia mais longínqua seja curvada e distorcida. O grau de distorção e o número de imagens produzidas depende do alinhamento do enxame responsável pelo efeito de lente gravitacional e a galáxia que se encontra por detrás dele. Neste caso, o enxame de galáxias situa-se a cerca de 5 mil milhões de anos-luz de distância, enquanto que a galáxia azul se encontra a uma distância cerca de duas vezes superior.
 

Outras Imagens do Dia:
2021-05-19 - Oceanos em Calisto?
2021-05-18 - N 159 - Nebulosa da Borboleta
2021-05-17 - NGC 5128 - Centauro A
2021-05-16 - M81 e M82
2021-05-15 - Beagle 2 em Marte?
2021-05-14 - Aglomerado globular M4 (NGC6121)
2021-05-13 - NGC 2070 - Nebulosa da Tarântula
2021-05-12 - Galáxia NGC 300
2021-05-11 - Sojourner na superfície de Marte
2021-05-10 - Remanescente de supernova da Vela


Mais Imagens...